domingo, 5 de março de 2017





 Criando e Manipulando Nossa Própria Realidade



Devemos aprender a escutar a voz do eu interior e trabalhar com ela.

Podemos também simplesmente pedir ao eu interior para disponibilizar numa base consciente, respostas aos problemas.

Criamos nossa realidade conforme nossas crenças e expectativas, portanto devemos examiná-las cautelosamente.



Se não gostamos de um aspecto de nosso mundo, devemos então examinar nossas próprias expectativas.

A formação do nosso mundo é uma réplica fiel de nossos pensamentos...

Se tivermos para nós sugestões positivas a nós mesmos sobre uma situação, enviamos nossa própria munição telepática para uso positivo.



Devemos aprender como apagar o pensamento negativo ou imagem negativa substituindo-os por seus opostos.

Devemos frequentemente nos dizer ...."Somente reagirei às sugestões construtivas”.

Isso nos dá munição positiva contra nossos próprios pensamentos negativos e os dos outros.



Um pensamento negativo, quando não apagado, irá quase que certamente resultar em uma condição negativa.

Digamos a nós mesmos "Isto está no passado.
Isto é um novo momento agora, este agora novo, já começo a mudar para melhor."

Não adianta reprimir pensamentos negativos tais como medos, raiva ou ressentimentos.



Devem ser reconhecidos, enfrentados e, substituídos.

Reconheça o ressentimento quando ele é sentido, e então entenda que ele pode ser liberado.

O reconhecimento inicial deve ser feito.




Então devemos imaginá-lo sendo removido  "pela raiz" e substituí-lo com um sentimento positivo.

Devemos observar os retratos que pintamos com a nossa imaginação.

Nosso ambiente e as condições de nossas vidas a qualquer dado momento é o resultado direto de nossas expectativas íntimas.



Se imaginarmos circunstâncias medonhas, saúde ruim ou solidão desesperada, estes serão "automaticamente" materializados, pois estes pensamentos por si só produzem as condições que darão a eles uma realidade em termos físicos.

Para termos boa saúde, devem então imaginá-la tão vívida como medrosamente imaginamos a doença.
Criamos nossas próprias dificuldades.

Isto é verdadeiro para cada indivíduo.



O estado psicológico interno é projetado para o externo, ganhando realidade física - o que quer que possa ser o estado psicológico...

As regras se aplicam a todos.

Sabendo disso, devemos tentar entender qual o nosso estado psicológico e mudar nossas condições para nosso próprio benefício.



Não podemos escapar de nossas próprias atitudes, pois irão formar a natureza do que vemos.

Se tiver que ocorrer mudanças, deverão ser de ordem mental e psíquica.

Estas serão refletidas em nosso ambiente.



Atitudes negativas, receosas, medonhas ou degradantes voltadas para qualquer um, funcionam contra o eu.

Se um indivíduo vê somente o mal e a desolação no mundo físico é porque está obcecado com ambos e os projeta para o externo fechando seus olhos aos outros aspectos da realidade.

Se desejarmos saber o que pensamos de nós mesmos, devemos nos perguntar o que pensamos dos outros e então acharemos a resposta.



O verdadeiro autoconhecimento é indispensável à saúde e a vitalidade.

Reconhecer a verdade sobre o EU significa simplesmente que primeiro devemos descobrir o que pensamos de nós mesmos de modo subconsciente.

Se for uma boa imagem, amplie.



Se for uma pobre, reconheça que é somente uma opinião que temos tido de nós mesmos e não um "estado absoluto”.

Não somos nossas emoções.

Somente fluem através de nós, as sentimos e então desaparecem.
Quando tentamos ocultá-las intensificam-se.



Somos independentes de nossos pensamentos e emoções.

Temos emoções.

Utilizamos nossos pensamentos e emoções em nossa composição mental.
Devemos aprender a confiar em nossa própria natureza espontânea.



O nosso sistema nervoso sabe como reagir.
Ele reage espontaneamente quando permitimos a ele fazê-lo.

É somente quando tentamos negar as nossas emoções que elas se tornam um problema.

Há uma disciplina que nos escapa por completo, e uma ordem além de qualquer uma que conheçamos.



A natureza toda é espontânea.
Nossos corpos serão automaticamente saudáveis se nós não projetarmos falsas idéias sobre eles.

A ação aceita todo estímulo de maneira afirmativa.
Eis porque uma doença é aceita por uma estrutura de personalidade, e uma vez ocorrendo isso, um conflito se desenvolve.

O Eu não quer abrir mão de uma porção sua mesmo enquanto ela possa estar atormentada e desvantajosa.



Sintomas físicos são comunicações do eu íntimo, indicações de que estamos cometendo erros mentais de uma forma ou de outra.

Não esqueça de que somos uma parte do eu íntimo.

ELE NÃO ESTÁ NOS USANDO!



O que devemos fazer então é mudar nossa atitude mental, buscar em nós mesmos o problema interno representado pelos sintomas, e medir nosso progresso conforme forem diminuindo.

Nos subestimamos ao pensarmos que somos somente um organismo físico vivente dentro dos limites lançados sobre nós pelo tempo e espaço.

Devemos aceitar a vida em seus termos e não exigir que ela se comporte de certas maneiras.



Devemos aceitá-la alegremente como sua própria razão e causa em nós.

A vida é abundante, vigorosa e forte.

Cada um de nós possui sua própria defesa contra sugestões negativas e devemos mostrar confiança em nossa própria imunidade.



Somos indivíduos singulares.

Nós formamos nosso ambiente físico.

NÓS CRIAMOS E MUDAMOS NOSSO MUNDO.

Somos parte de tudo o que há.



Não há um lugar sequer em nós onde a criatividade não exista.

Devemos viver na fé de que o nosso propósito é, e será cumprido.
A singularidade de nossa própria personalidade é para ser tratada com carinho.

Os propósitos particulares de sua presente personalidade só podem ser cumpridos nas presentes circunstancias na forma que melhor abrange tudo.



As pessoas que podemos ajudar agora e o bem particular que possamos fazer, jamais serão feitos precisamente da mesma maneira.

Ao longo das idades, alguns têm reconhecido o fato de que há autoconsciência e propósito nos estados de sonho e sono, e tem mantido, mesmo na vida desperta, um sentido de continuidade do eu interior.



Eles estão muito cônscios de si mesmos como sendo mais.

Para tais pessoas não mais é possível identificarem-se com a consciência do ego.

Quando tal conhecimento é adquirido, o ego é capaz de aceitá-lo, pois ele descobre para sua surpresa que não é menos consciente, porém mais, e que suas limitações são dissipadas.

Texto do Iniciado R.M. do Mestre D.K.











domingo, 29 de janeiro de 2017

ABUNDÂNCIA


             ABUNDÂNCIA

Hoje nós gostaríamos de aproveitar este momento para falar sobre a manifestação da abundância. 

Certamente a abundância pode vir em muitas formas, mas nós falaremos principalmente sobre a abundância financeira, porque este é um tópico que nos é pedido mais frequentemente para falar sobre. 


Permita-nos começar.


Costumamos dizer que todos vocês estão sempre manifestando abundância em todos os momentos, mesmo que você não sinta ser, particularmente, abundante em algo. 


Lembre-se que você pode ser abundante em problemas, falta e desafios tão facilmente como você pode ser abundante em finanças, alegria, amor, felicidade e amizades. 




É por isso que dizemos, todos vocês estão sempre manifestando abundância, no entanto, gostaríamos de explicar mais detalhadamente como você pode conscientemente direcionar a abundância ao que você deseja.

Aqueles de vocês que são atraídos para esta mensagem já estão bem conscientes de que vocês são os criadores de sua realidade. 




Então, por que ainda experimentam falta, doença, sofrimento e mágoa? 


A isso respondemos, porque, embora conscientes de que são os criadores de sua realidade, na maioria das vezes os humanos permitem a ausência do que eles querem ser seu foco dominante. 

Quando você está focado na falta enquanto você anseia por abundância, você só pode atrair a falta. 





Costumamos dizer que o Universo não responde aos seus pedidos, sonhos ou maiores desejos, da mesma forma que um espelho não lhe mostra como você deseja se parecer. 


Um espelho só pode refletir o que você é agora e assim é com o Universo. 


Ele responde a uma única coisa que é o seu foco que, por sua vez, determina a sua vibração.





Ao ajustar sua vibração a qualquer sentimento positivo, como felicidade, alegria, otimismo, excitação, alegria ou amor, o Universo responde com mais sentimentos, circunstâncias e experiências que combinam com a vibração que você está emitindo. 


Não importa o porquê você tenha esses sentimentos positivos, tudo o que importa é que você os sinta. 


Use qualquer desculpa que você possa encontrar para se sentir bem.






Costumamos usar a analogia da sua televisão, porque você entende que você não tem a obrigação de permanecer em qualquer canal que você não prefira. 


Você não duvida da existência de muitos outros canais disponíveis simplesmente pelo fato de não estar assistindo-os. 

Você sabe que assim que você pegar o controle remoto e sintonizar um novo canal, você vai experimentar um novo programa. 



E assim é com seus pensamentos. 
Você nunca é obrigado a ficar atento a um pensamento por mais tempo do que você escolher. 

Você sabe que você é sempre capaz de escolher novos pensamentos e quando você faz, naturalmente muda o “canal” de sua vibração.

Veja, a sua capacidade de criar abundância nunca foi embora, ela simplesmente foi bloqueada devido ao foco em seu oposto, que é a falta. 



Nós não estamos negando que sua realidade é desafiadora e que muitas vezes é difícil dirigir sua atenção para longe dos maiores problemas em sua vida, no entanto podemos garantir que você dificilmente será capaz de criar algo novo, a menos que você aprenda a direcionar seu foco deliberadamente sobre o que você quer, fazendo uma decisão consciente de sentir de forma diferente.




À medida que você começa a escolher deliberadamente seu foco e, portanto, sua vibração, independentemente das experiências que estão se manifestando diante de você, é quando você realmente se torna o criador deliberado e consciente de sua realidade. 

Você veio aqui para manifestar plenamente cada desejo em sua realidade física. 

Você não veio aqui para lutar, ou ansiar desesperadamente por algo que você não poderia alcançar. 






Se você quer algo, é seu. 
Mas seus pensamentos, vibrações e emoções devem estar em sintonia com o que você quer para recebê-lo.

Muitas vezes, somos perguntados “que crenças eu tenho que estão bloqueando a abundância?” 

Nossa resposta é sempre a mesma. 
É o foco constante, e a consciência da falta que bloqueia a abundância. 

Nós lhe diremos isto, não lhe faz nenhum bem escavar por cima de todas as crenças limitantes, mesmo se sua intenção for eliminar isto para fora. 

Como tudo em seu Universo responde à lei universal da expansão, o que você focar, sempre se expandirá. 




Então, quando você procura encontrar a solução de um problema, muitas vezes você está frustrado, e só aumenta a crença de problema. 

Você não pode remover uma crença concentrando-se nela. 

Você só pode “desligá-la da tomada” removendo seu foco. 

Ao remover seu foco do problema e concentrar toda a sua atenção sobre o que está indo bem, o que você aprecia, o que você gosta, o que lhe traz paz, você remove o poder que lhe deu o impulso.






Oferecemos-lhe esta analogia simples. 

Se você fosse entrar em um quarto, com o ventilador de teto ligado e tocasse no interruptor para desligá-lo, o ventilador pararia de girar? 

Sim, é claro, porque você desligaria a fonte de energia fornecendo o impulso. 

Mas o ventilador não pararia instantaneamente de girar no instante em que você virou o interruptor.

Ele pararia lentamente de girar até que não tivesse mais impulso para continuar. 





E assim é com seus pensamentos. 

Só o fato de você parar de se concentrar nas experiências negativas em sua vida não significa que haverá mudança instantânea em sua realidade física. 

O impulso precisa de algumas “voltas” para parar. 

Usamos essa analogia para mostrar que, só porque a falta ainda se manifesta por um tempo, mesmo que você tenha mudado seus pensamentos com sucesso para um novo e mais positivo “canal” não significa que ele não funcione, ou que você está fazendo algo errado. 






Basta um pequeno tempo para que o impulso pare completamente.

Cada um de vocês é um ser criador divino que é sem dúvida merecedor e capaz de criar abundância em todas as formas. 

Você deve ser abundante em amor, energia, saúde, finanças, amigos, paz e bem-aventurança.

O Universo é infinitamente abundante e procura servir. 

Permita que seu coração se abra a todas as possibilidades que a abundância possa vir até você.



Pode ser um presente, pode ser uma idéia, pode ser alguém desconhecido, pode até vir na forma de um comércio, mas você deve ajustar-se ao “canal” de abundância, a fim de ouvir a mensagem do Universo.

Esperamos ter servido a você de alguma forma.

Em Amor e Luz,
Nós somos seus Guias Angélicos.






Canal: Taryn Crimi
Tradução: Sementes das Estrelas / Valéria Albuquerque





SABEDORIA DOS ANJOS canalizada por Sharon Taphorn


Este é um momento de crescimento espiritual e emocional.

Há um desejo de fazer o que você sabe o que é certo e melhor para você, um desejo de avançar para uma vida mais espiritual.

É importante se certificar de ter concluído as tarefas em que esteve trabalhando, de modo que possa seguir em frente.

Reserve um tempo para curar o que precisar de cura, perdoar o que precisar ser perdoado e defender a sua própria verdade e não a do outro.

Permita-se o tempo para trabalhar em seu crescimento interior.

A Meditação é uma das melhores ferramentas para ajudá-lo a resolver as coisas.

Tenha um tempo para passar com os seus anjos, com os seus guias, com a natureza e ouça as inspirações do espírito que ajudam a guiá-lo.

O que você busca está aí e você sabe realmente o que fazer.

Confie em si mesmo e nestes pensamentos e sentimentos que surgem quando você tira um tempo para se conectar com o seu centro sábio e você terá mais confiança em suas escolhas.

O Mantra para hoje é:

“Eu estou me permitindo a curar em um nível mais profundo de amor e a partir deste ponto de aceitação, todas as coisas são possíveis.”

E assim é.

Você é muito amado e apoiado, sempre

Os Anjos e Guias




Sharon Taphorn
 Tradução: Regina Drumond -reginamadrumond@yahoo.com.br